Artigo | 05/08/2015

Quais formas de energia poderão substituir a eletricidade?

A eletricidade está presente no nosso dia a dia, acordo pela manhã com o toque de um rádio relógio ou de um celular, acendo a luz e tomo um banho de chuveiro, uso o barbeador elétrico e o secador de cabelos antes de preparar meu café em uma cafeteira elétrica, pego um suco gelado no refrigerador e enquanto preparo as torradas na torradeira elétrica, vejo as ultimas noticias na televisão. Ufa, vejam quantas vezes utilizei a eletricidade e o meu dia de trabalho ainda nem começou.

Não é à toa que buscamos fontes sustentáveis para gerar eletricidade, a utilização da energia solar e da energia eólica fazem todo sentido, são renováveis e não poluem o ar (infelizmente causam poluição visual, e os aero geradores são obstáculos aos pássaros que se aproveitam das correntes de ar para se deslocar).

Novas tecnologias têm sido testadas com sucesso, já existem veículos movidos à célula combustível de hidrogênio. O processo de propulsão do veículo é o seguinte: o hidrogênio armazenado nos tanques do ônibus é introduzido na célula combustível, onde passa por um processo eletroquímico que produz energia elétrica pela agregação do hidrogênio com o oxigênio do ar gerando água como subproduto. A energia elétrica armazenada em uma bateria, movimentará o motor elétrico que produz energia mecânica, movimentando o veículo.

Podemos usar o hidrogênio também em motores de combustão direta desde de que solucionadas as questões de segurança na armazenagem e transporte do hidrogênio (que é altamente inflamável, vocês se lembram do dirigível Hindenburg?). Esse uso se daria em veículos movidos a motores a explosão (controlada por favor), bombeamento de agua, elevação de carga e movimentando geradores para produção de.......novamente eletricidade.

A pergunta que fazemos é, será que existem outras formas de energia mais seguras e baratas que a eletricidade, que possibilite tantas aplicações quanto a energia elétrica?

Sabemos graças à famosa equação de Einstein E = mc2 , que matéria e energia são basicamente a mesma coisa, e que a energia contida na menor porção de matéria é imensa, resta descobrir como extrair essa energia da matéria comum e utiliza-la de forma controlada.

O resultado do uso não controlado da energia, é a bomba atômica, eficaz como arma de destruição, mas inútil para o aproveitamento energético direto (as usinas nucleares são usinas a vapor, onde o processo de fissão nuclear é usado para gerar calor e aquecer a agua, transformando-a em vapor que irá acionar os geradores de eletricidade).

A verdade é que sabemos pouco da realidade que nos cerca, observações realizadas indicam que 70% do universo é composto por algo chamado de energia escura (responsável pela expansão acelerada do Universo), 25% de matéria escura (sobre a qual também pouco se sabe) e apenas 5% de matéria comum.

Poderemos um dia entender o que é, e fazer uso da energia escura que permeia todo o Universo? Existirão ainda outras formas de energia? São perguntas que ficam para ser respondidas se não por esta, pelas futuras gerações.

Decio Wertzner - Fazer Segurança T&C - agosto/2015