Notícias | 02/03/2015


Galho derruba rede elétrica e motorista morre ao tentar sair de carro

Um homem de 47 anos morreu eletrocutado após a queda de uma árvore na Rua Tupi, altura do número 330, em Santa Cecilia, São Paulo. A arvore caiu sobre a rede elétrica da via e atingiu o veículo onde estava José Paulo Machado.

De acordo com os bombeiros, Machado foi atingido pela descarga elétrica ao tentar descer do veículo. A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O que fazer então?

Caso um cabo energizado se solte e atinja o veículo, o motorista deverá esperar que a rede seja desenergizada para que possa sair em segurança, pois os pneus cheios de ar podem oferecer isolação suficiente para que não haja circulação de corrente. Se tentar sair o ocupante irá proporcionar um caminho para circulação da corrente elétrica através do seu corpo, com consequências fatais. Também quem estiver do lado de fora do veículo não deverá em nenhuma hipótese tocar ou se aproximar do local até ter certeza que a rede tenha sido desenergizada.

Mesmo com a parte metálica em contato com a terra (pois os pneus podem se romper no caso de acidente) ainda assim a estrutura do veículo se comportará como uma “gaiola de Faraday” conduzindo a corrente elétrica diretamente para o solo, sem oferecer risco para quem se encontra no veículo.

Em uma situação de incêndio do veículo, o ocupante, caso a rede permaneça energizada, só terá chance de se safar se tiver a possibilidade de saltar do veículo sem tocar simultaneamente na sua estrutura (ou qualquer outra parte energizada) e no solo (ou qualquer outra estrutura aterrada).