Notícias |21/09/2015


Mesotelioma e outras doenças causadas pelo amianto no Brasil

O artigo “A próxima onda de mesoteliomas: mortalidade no Brasil e panorama até 2030” foi publicado no periódico internacional Cancer Epidemiology em agosto de 2015.

De autoria de Eduardo Algranti, Marco Antônio Bussacos, Cezar Akiyoshi Saito, Elizabete Medina Coeli Mendonça (todos da Fundacentro), Ana Paula Scalia Carneiro e Bruno Moreira (ambos da UFMG), o artigo chama a atenção para um número baixo de informações referentes ao mesotelioma em países em desenvolvimento e uma projeção do número de mortes no Brasil que deverá crescer na próxima década.

Para a análise temporal das taxas de mortalidade sobre o mesotelioma e o câncer de pleura no Brasil de 2000 a 2012, foram utilizados dados do Sistema de Informação de Mortalidade do Ministério da Saúde, para adultos de 30 anos ou mais. Para traçar uma estimativa futura de mortalidade, os autores se basearam no consumo de amianto per capita ocorrido há décadas e os casos de óbito entre 2000 e 2012.

Os autores concluíram que as taxas de mortalidade baixas e a relação de óbitos Homens/Mulheres próxima a 1 indicam provável subregistro de óbitos por mesotelioma. Mesmo assim, demonstrou-se claramente focos da doença em municípios paulistas que tiveram empresas de cimento-amianto atuantes por mais de 5 décadas, assim como uma tendência significativa ao aumento de mortalidade por mesotelioma no Estado de São Paulo.

Fonte: http://www.fundacentro.gov.br/noticias

Para saber mais sobre os riscos da exposição ao amianto e as prescrições da norma regulamentadora NR-15 sobre o assunto veja o Dialogo Diário de Segurança (DDS) – Asbestose disponivel em - http://fazerseguranca.com/documentos/dds/DDS_asbestose.pdf